Soja tem pessimismo na safra 2024. Como fica a segurança financeira dos produtores diante das incertezas?
  • Blog
  • Agronegócios
  • Soja tem pessimismo na safra 2024. Como fica a segurança financeira dos produtores diante das incertezas?

Soja tem pessimismo na safra 2024. Como fica a segurança financeira dos produtores diante das incertezas?

Tempo de leitura:3 minutos

Clima instável pode atrapalhar a produção deste ano; preocupações impactam diretamente o produtor e sua capacidade financeira futura.

Por Time Alper

Dados divulgados nesta semana pela Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) apontam pessimismo para a safra de soja em 2024, com 20 milhões de toneladas a menos que as projeções da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, o USDA (United States Department of Agriculture). 

Estresse hídrico e chuvas irregulares são apontados como alguns dos principais fatores para as projeções em baixa, que impactam diretamente o produtor. Diante das incertezas, modalidades de Seguro Paramétrico, como os comercializados pela Alper Agro, a divisão de Seguros para o Agronegócio da Alper Seguros, são uma das principais opções de proteção financeira ao agricultor. 

Quais as projeções para a safra de soja no Brasil em 2024?

De acordo com 15 entidades regionais ouvidas pela Aprosoja, a previsão de colheita da principal commodity brasileira em 2024 é de 135 milhões de toneladas, 20 milhões de toneladas a menos que as últimas projeções da Conab, na ordem de 155,3 milhões. 

A instabilidade do clima, em especial às secas e regimes de chuvas irregulares, são alguns dos principais motivos para a baixa nas projeções. Chuvas escassas e mal-distribuídas na região Central, junto a precipitações volumosas na região Sul, provocaram atrasos no plantio e seguem prejudicando o potencial produtivo.

As estimativas se basearam no estresse hídrico percebido no Centro-Oeste, como nos Estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Na região Sul, especialmente no Paraná, produtores tiveram desafios no plantio com o excesso de chuvas, que ocasionou a necessidade de replantar áreas por todo o estado. Ainda nesta safra, enfrentamos mais um desafio: a escassez hídrica constatada em várias regiões do estado, afetando  as lavouras já em fase reprodutiva.

Soja: evolução dos estoques

Fonte: USDA

Quais os principais impactos ao produtor?

A redução das projeções da colheita de soja no Brasil em 2024 trazem impactos diretos ao produtor e, em especial, à sua capacidade de honrar com compromissos assumidos no financiamento da sua produção. 

De acordo com o próprio superintendente de Informações da Agropecuária da Conab, Aroldo Antônio de Oliveira Neto, “a atual safra tem a característica de ser uma das mais complexas para a estimativa de área, produtividade e produção nos últimos tempos. As dificuldades podem ser resumidas nos problemas climáticos, que geram incertezas e prejudicam a tomada de decisão pelos produtores”. 

Para o vice-presidente de Agronegócios da Alper Seguros, André Lins Bahia, o cenário futuro é desafiador. “As incertezas decorrentes do clima nesta safra 2023/2024 têm sido sido alvo de discussões em toda a cadeia produtiva do Agro”, disse ele.

“Nesse contexto, é fundamental que o produtor seja colocado no centro desse debate, especialmente no que tange à sua proteção financeira no caso de eventuais quebras na safra”, completou o executivo.

André Lins, VP de Agronegócios da Alper Seguros: “produtor deve estar no centro das discussões sobre a safra”.

Seguro Paramétrico: a melhor proteção contra incertezas do clima

Comercializado pela Alper Agro, divisão da Alper Seguros especializada em seguros para o Agronegócio, o Seguro Paramétrico é uma das principais alternativas à disposição do produtor rural para sua proteção financeira. Esta modalidade de seguro, ainda inédita no país, indeniza o produtor rural caso sua colheita seja prejudicada por eventos climáticos não-previstos, como chuvas excessivas, secas, vendavais ou incêndios

O modelo de funcionamento do Seguro Paramétrico se difere dos demais seguros, com limites de contratação flexíveis. O produtor tem, dessa forma, a possibilidade de montar sua apólice da forma mais adequada ao risco que possui.

Pode-se contratar para um determinado período estimado de colheita, por exemplo – e o mais importante: a proteção é atualizada praticamente em tempo real, a partir de dados sobre o clima obtidos via satélite

Com a Alper Agro, você tem à disposição uma parceira com mais de 350 mil hectares protegidos e 14 mil máquinas agrícolas seguradas. Entre em contato e saiba mais sobre como o Seguro Paramétrico pode oferecer mais segurança a você e seus investimentos no campo:

Assine nossa Newsletter!

Notícias do setor e as últimas novidades da Alper Seguros em primeira mão para você: